Noticias Bahia

Secretaria de Políticas para as Mulheres reúne representantes da rede de proteção e apoio às mulheres vítimas de violência

A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA) reuniu mais de 200 mulheres representantes dos CRAMs e NAMs, que são os centros e núcleos de referências e atendimento às mulheres vítimas de violência, na cidade de Feira de Santana. As atividades ocorreram dentro do I Fórum Estadual dos Centros de Referência e Atendimento às Mulheres (CRAMs) vítimas de violência da Bahia, nos dias 23 a 24 de outubro, no Colégio Estadual de Tempo Integral de Feira de Santana.

Para a Secretária de Políticas para as Mulheres, Elisangela Araújo, “essa é uma iniciativa necessária para promover o enfrentamento à violência contra as mulheres, fortalecer a rede de atendimento, capacitar profissionais, discutir políticas públicas e sensibilizar a sociedade. É um passo importante na busca por uma sociedade mais justa e igualitária, na qual todas as mulheres possam viver sem o medo da violência de gênero”.

Durante o evento, a SPM promoveu uma série de atividades para essas mulheres que trabalham no combate à violência de gênero, no apoio, orientação e assistência às mulheres vítimas dos vários tipos de violência. Para a Superintendente de Prevenção e Enfrentamento à Violência, Camilla Batista, “o fórum foi uma oportunidade de discussão de políticas públicas voltadas para a prevenção e o enfrentamento e um espaço para análise crítica das políticas existentes, visando melhorar a rede e o atendimento às mulheres”.

No primeiro dia do fórum houve a entrega de um veículo para o CRAM de Guanambi, para a representante da entidade, Robéria Gondim, o equipamento, um Fiat Argo 1.0, servirá para atender as mulheres da região nas demandas e ocorrências. No mesmo dia, as representantes participaram da mesa sobre ‘Os desafios contemporâneos no enfrentamento à violência de gênero em suas diversidades’.

Na terça, abriu-se o espaço para a escuta e apresentação das boas práticas em cada um dos CRAMs presentes. Para a mediadora de uma das apresentações e organizadora do fórum, Ana Clara Auto, “o esforço de juntar essas mulheres se traduziu em aprendizado e uma nova visão sobre a política para as mulheres na Bahia, considerando sempre os 27 territórios de identidade”. Também aconteceu a mesa ‘É pela vida das mulheres vítimas de violência: direitos sexuais e reprodutivos’ que foi realizada com a participação de mulheres referências em suas áreas.

O I Fórum Estadual dos Centros de Referência e Atendimento às Mulheres faz parte da plataforma ‘Elas à frente’, composto por variadas instituições e as pessoas da sociedade civil se relacionam com a SPM. A proposta é o desenvolvimento e produção, mediante parcerias, de uma política pública para as mulheres. A plataforma atua em dois segmentos: 1. inclusão socioprodutiva e 2. educação e enfrentamento à violência.

Fonte: Ascom/SPM

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo