Noticias Sul da Bahia

Prefeitura, MPT e Defensoria Pública avaliam as Recicla Itabuna e traçam metas para 2024

Como objetivo de avaliar os avanços do Programa Recicla Itabuna neste ano, aconteceu na tarde de quinta-feira, dia 7, no auditório da unidade local da Defensoria Pública do Estado da Bahia, um encontro entre representantes da Prefeitura de Itabuna, Ministério Público do Trabalho (MPT), e da Associação de Agentes Ambientais e Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis de Itabuna (AAACRI). Durante a audiência foram destacadas as melhorias nas atividades sociais e educativas efetivadas durante o ano e as perspectivas de crescimento e os desafios do programa Recicla Itabuna para 2024.

O secretário municipal de Governo e coordenador do Programa Recicla Itabuna, Rosivaldo Pinheiro, ressaltou que neste ano as metas traçadas foram alcançadas em nível além do esperado. Foram mais duas mil toneladas de matérias recicláveis, batendo a meta que era de 1,5 mil toneladas. Mas, ele ressaltou que é possível que até o final do ano haja a previsão de alcançar entre 2,3 mil a 2,5 mil toneladas de materiais recicláveis. “Na gestão do prefeito Augusto Castro após o fechamento do lixão, em maio de 2021, traçamos um norte e conseguimos atingir os objetivos o que nos deixa muito feliz enquanto cidade e enquanto gestão”, afirmou Rosivaldo.

Para o próximo ano, as perspectivas são de ampliar as ações sociais e de educação ambiental, além da coleta de materiais recicláveis em toda cidade, através dos ecopontos dispostos em locais estratégicos. Para isso, o Programa Recicla Itabuna vai passar por ajustes. Está prevista, por exemplo, a aquisição de um terreno para a construção de um galpão para abrigar a sede própria para a AAACRI, nova prensa e um caminhão. O secretário disse que essas aquisições são partes importantes para o Recicla Itabuna continuar avançando.

O programa também vai agregar novos serviços como o descarte correto de lâmpadas usadas e de eletrodomésticos, além de alcançar outras áreas da cidade em que a população ainda não teve acesso com os pontos de entrega e descartes de resíduos sólidos. Dentre os recicláveis estão: de vidros, papel, alumínio, papelão,garrafas PET, plásticos, etc. “Essencialmente falando do Recicla Itabuna, a gente quer chegar a novas localidades, principalmente naquelas onde as pessoas ainda não tiveram acesso a pontos de entrega para que a gente possa aumentar o volume total e a cidade também cuidar mais de si do ponto de vista ambienta”, esclareceu o secretário de Governo.

Já a titular da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo, Sônia Fontes, deu destaque para a seriedade da parceria entre a Prefeitura de Itabuna, Ministério Público do Trabalho e a Defensoria Pública do Estado (DPE-BA) e a AAACRI. De acordo com ela, a prestação de contas das atividades é essencial para conseguir continuar avançando na coleta seletiva. No encerramento, os integrantes da AAACRI, liderados por Daniela Santos, apresentaram as ações sociais e educativas realizadas nas escolas, universidades e no Conjunto Penal de Itabuna.

Participaram do encontro a procuradora do Ministério Público do Trabalho, Marselha Silvério de Assis Dellian, a defensora pública estadual Aline Muller, o diretor de Meio Ambiente da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Allan Feitosa e assistente social da DPE-BA, Andrea Pires dos Reis.


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo