Noticias Brasil

Polícia faz operação contra tráfico de pessoas em fazendas em Portugal

Centenas de policiais fizeram operações em fazendas na região de Alentejo, no sul de Portugal, nesta terça-feira (21), prendendo 28 pessoas suspeitas de tráfico humano e exploração de mão de obra, segundo as autoridades.

Acredita-se que os detidos façam parte de uma rede criminosa que explorava imigrantes de países como Romênia, Moldávia, Ucrânia, Índia, Senegal e Paquistão, depois de atraí-los para Portugal com a promessa de emprego como trabalhadores rurais.

A polícia afirmou ter realizado 78 buscas, que resultaram na apreensão de provas e na “identificação de dezenas de vítimas”.

Os detidos, tanto portugueses quanto estrangeiros, são suspeitos de tráfico de pessoas, associação criminosa, auxílio à imigração ilegal, recrutamento ilegal de mão de obra, extorsão, lavagem de dinheiro e danos físicos, entre outros crimes.

Eles comparecerão perante um juiz nesta quarta-feira (22) para serem interrogados.

Casos de exploração de mão de obra de imigrantes pobres, que ficam “presos” a trabalhos não remunerados, e de tráfico de pessoas têm aumentado em Portugal, principalmente no setor agrícola.

Os documentos dessas pessoas são muitas vezes confiscados pelos empregadores e o pagamento é retido. Muitos dos trabalhadores têm moradias precárias, com poucas ou nenhuma comodidade.

O Conselho da Europa informou que as autoridades portuguesas identificaram 1.152 supostas vítimas de tráfico entre 2016 e 2020, mas o número de investigações, processos e condenações foi relativamente baixo, comparado ao número de casos.


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo