Noticias Brasil

Ministério da Justiça cria canal exclusivo para denúncias relacionadas ao show de Taylor Swift

O Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou, neste domingo (19), a abertura de um canal exclusivo de denúncias para apurar irregularidades no show de Taylor Swift, realizado na noite de sexta-feira (17), no Estádio Nilton Santos, o Engenhão. Uma fã morreu e mais 1.000 pessoas desmaiaram durante o evento.

Os fãs estavam expostos a um calor extremo e relataram proibição de acesso à água no show.

No sábado (18), o ministro Flávio Dino orientou o secretário Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, Wadih Damous, a adotar providências cabíveis quanto às denúncias de vedação ou ausência de disponibilidade de água para os consumidores que foram ou irão a shows durante a onda de calor no país.

Dino também determinou que a permissão de entrada com garrafas de água em shows e a disponibilização gratuita da bebida em casos de alta exposição ao calor.

O governo federal também estabeleceu um prazo de 24 horas – que termina às 12h34 de hoje – para a T4F prestar informações à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) sobre a morte da Ana Clara Benevides, de 23 anos.

A cantora Taylor Swift anunciou na tarde de sábado o adiamento do show, que aconteceria em poucas horas, para segunda-feira (20), em razão da alta temperatura na capital fluminense.

Ao todo, a cantora fará seis shows no Brasil, três no Rio de Janeiro, neste fim de semana, e três em São Paulo, nos dias 24, 25 e 26 de novembro.

Veja também: Fãs lamentam adiamento de apresentação de Taylor Swift no Rio


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo