Noticias Brasil

Javier Milei: o que disseram Lula e Bolsonaro sobre a vitória do novo presidente argentino

O economista Javier Milei (La Libertad Avanza), de 53 anos, foi eleito presidente da Argentina após derrotar o atual ministro da Economia, Sergio Massa (Unión por la Patria), 51, no segundo turno das eleições presidenciais, na noite de domingo (19).

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) se manifestaram nas redes sociais – cada um à sua maneira – após a promulgação dos resultados eleitorais.

No decorrer do pleito argentino, o PT e outros partidos de esquerda declararam apoio a Massa, enquanto o bolsonarismo e deputados de direita se posicionaram a favor de Milei.

Lula parabeniza novo governo, mas não cita Milei

O mandatário brasileiro parabenizou o novo governo argentino, mas não citou nominalmente Javier Milei. Além disso, o petista reiterou a disposição do Brasil em trabalhar junto com a Argentina.

Lula descartou ir a Buenos Aires para a posse do novo presidente, no dia 10 de dezembro. Ele também não pretende fazer uma ligação telefônica ao argentino cumprimentando-o pela vitória.

“A democracia é a voz do povo, e ela deve ser sempre respeitada. Meus parabéns às instituições argentinas pela condução do processo eleitoral e ao povo argentino que participou da jornada eleitoral de forma ordeira e pacífica. Desejo boa sorte e êxito ao novo governo. A Argentina é um grande país e merece todo o nosso respeito. O Brasil estará à disposição para trabalhar junto com nossos irmãos argentinos”, escreveu Lula.

Bolsonaro cumprimenta Milei e diz que esperança volta a brilhar na América do Sul

Por sua vez, Bolsonaro – que havia declarado apoio expresso a Milei ao longo da campanha eleitoral – saudou a vitória do economista.

Conforme apurou o analista da CNN Caio Junqueira, Bolsonaro deve ir à posse de Milei caso seja convidado. A assessoria do ex-presidente informou ainda que é certo que seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) irá à posse.

“Parabéns ao povo argentino pela vitória com Javier Milei. A esperança volta a brilhar na América do Sul. Que esses bons ventos alcance os Estados Unidos e o Brasil para que a honestidade, o progresso e a liberdade voltem para todos nós”, registrou Bolsonaro.

Planalto recebe notícia com desânimo e emite ordem de “não cair em provocação”

Auxiliares diretos do presidente Lula receberam, com surpresa e desânimo, a informação de que o ultraliberal Javier Milei venceu o peronista Sergio Massa no segundo turno das eleições na Argentina.

Havia expectativa, no Palácio do Planalto, de que Massa superasse Milei por pequena margem de votos. O otimismo de Lula e seus assessores cresceu após o desempenho do peronista no debate presidencial do último domingo.

A ordem geral, entre conselheiros de Lula em política externa, é não responder eventuais críticas ou insultos de Milei ao petista. O brasileiro já foi chamado de “comunista” e “corrupto” pelo presidente eleito da Argentina.

Conforme ouviu a CNN de um interlocutor de Lula, a ordem é “não cair em provocações”, enquanto se buscam construir pontes. Dizendo que preferia não fazer declarações públicas, um experiente assessor afirmou apenas: “A América do Sul se tornará uma região mais complexa”.

Veja também – Javier Milei: “Hoje começa a reconstrução da Argentina”

*Com informações de Daniel Rittner, da CNN, em Brasília




Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo