Noticias Brasil

Israel continuará com operações terrestres até atingir seus objetivos em Gaza, diz Netanyahu

Israel continuará as operações terrestres em Gaza até que todos os seus objetivos sejam alcançados, reiterou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em no sábado (2).

“Continuaremos a guerra até atingirmos todos os nossos objetivos, e não poderemos alcançá-los sem manobras terrestres”, disse Netanyahu.

“Não há outras maneiras de atingir esses objetivos a não ser vencer, e não há outra maneira de vencer além das manobras terrestres.”

Netanyahu afirmou que os objetivos de Israel são libertar reféns, erradicar o Hamas e prevenir um “regime de terror” em Gaza.

“Devemos atingir esses objetivos; esta é a única coisa que é importante para mim”, enfatizou ele.

Netanyahu também falou dos reféns libertados, mas recusou-se a fornecer detalhes sobre as condições em que foram mantidos em Gaza.

“À medida que as evidências são coletadas, você percebe que eles viveram um inferno”, declarou o premiê.

No sábado, o presidente francês, Emmanuel Macron, disse que as autoridades israelenses precisam “definir com mais precisão o seu objetivo e o resultado final que estão tentando alcançar”.

“O que significa a destruição total do Hamas? Alguém acha que isso é possível?” disse Macron, acrescentando que acha que a erradicação do Hamas levaria 10 anos de combates.

Os EUA também pressionaram Israel para ser mais direcionado na sua ofensiva renovada no enclave.

O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, enfatizou em comentários no sábado que a proteção dos civis em Gaza é crucial para o sucesso de longo prazo de Israel contra o Hamas.

Falando num fórum de defesa na Califórnia, Austin alertou Israel para evitar conduzir os civis “para os braços do inimigo” e para “evitar a retórica irresponsável” enquanto expande o acesso à ajuda humanitária em Gaza.

“Esta tragédia agravaria se tudo o que aguardava os israelenses e os palestinos no final desta terrível guerra fosse mais insegurança, mais raiva e mais desespero”, disse Austin.

Netanyahu também ressaltou sua advertência contra o envolvimento cada vez maior do Hezbollah no conflito.

“No norte, estamos sempre operando contra o Hezbollah, eliminando esquadrões terroristas que afastam os terroristas da fronteira”, disse Netanyahu.

“Estamos na ofensiva e, deixe-me declarar, estamos empenhados em trazer segurança tanto ao norte como ao sul; se o Hezbollah cometer tal erro e entrar na guerra alargada, demolirá o Líbano sozinho”, completou o primeiro-ministro.

Veja também – Israel suspende negociações de nova trégua com Hamas


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo