Noticias Bahia

Hospital da Mulher conscientiza sobre prevenção do câncer do colo do útero

Referência em cuidados à saúde da mulher, o Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos reforça, durante a campanha Março Lilás, a importância da prevenção e cuidados ao câncer do colo do útero.

Terceiro tipo de câncer mais incidente entre mulheres, excluídos os tumores de pele não melanoma, o câncer do colo do útero é o mais prevalente entre o público feminino no Brasil. Conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), foram estimados 17.070 novos casos da doença para o triênio 2023-2025.

Através do Serviço de Oncologia Clínica (Tratamento com Amor), o Hospital da Mulher oferta tratamento integral para a doença. “Todas as indicações de cirurgias, das mais simples às mais complexas, além da quimioterapia, são realizadas aqui no Hospital da Mulher”, destaca o oncologista Dyego Nunes.

O câncer de colo do útero é causado pela replicação desordenada das células que fazem o seu revestimento e pode comprometer até mesmo órgãos distantes. São diversas as causas do câncer do colo do útero, como as externas, a exemplo do estilo de vida levado pela mulher, e também as internas, como hormônios e mutações genéticas. “Geralmente é uma doença que tem uma instalação mais prolongada, então existem lesões pré-cancerígenas, que podem ser detectadas e tratadas de uma forma precoce; mas se não detectadas, com o passar do tempo, podem evoluir para lesões malignas”, explica Dyego.

Como forma de prevenção, o profissional recomenda que o exame preventivo Papanicolau seja feito anualmente, a partir do início da vida sexual. A vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) também é uma opção indicada. Se detectado inicialmente, o tratamento comumente é realizado através de cirurgias simples. Em casos mais avançados, a quimioterapia também pode ser recomendada.
A paciente Norma Maria de Moura, natural do município de Tucano, realiza tratamento para a doença no Hospital da Mulher. “Desde a primeira vez que vim aqui no Hospital da Mulher, fui muito bem recebida pelas enfermeiras, todos os médicos foram bastante atenciosos comigo. E se eu pudesse dizer algo para alguém, seria para que tenha fé em Deus para vencer esta doença, porque com Deus na frente tudo se vence”, compartilhou.

Fonte: Ascom/Hospital da Mulher


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo