Noticias Bahia

Ginastas baianas disputam competição internacional no Paraguai com apoio da Sudesb nesta semana

A delegação baiana de ginástica rítmica, composta por três atletas da nova geração, já se encontra na cidade de Assunção, no Paraguai, para a disputa do Campeonato Sul-Americano de Ginástica Rítmica Age Group Juvenil a partir desta quarta-feira (29). No primeiro dia, Clara Vaz e Luiza Zugaib disputam a categoria duo arco AC4 (13 e 14 anos), em busca da final na sexta-feira (1).

Elas viajaram com a concessão de passagens aéreas por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), após a classificação a partir da seletiva da Confederação Brasileira de Ginástica (FBG), que ficaram em 1º lugar, para representar o país. Além do resultado, Clara é vice-campeã baiana e brasileira juvenil por equipes, além de finalista do campeonato brasileiro e dos Jogos Escolares. Já Luísa ficou em 3º lugar no aparelho fita na competição baiana e foi vice-campeã brasileira juvenil por equipe.

Competindo pela quarta vez no certame continental, a jovem promessa Keila Santos, apoiada pelo programa de incentivo ao esporte amador baiano FazAtleta, do Governo do Estado, completa a lista das baianas na competição. Ela, que acumula diversos títulos internacionais, nacionais e estaduais, vai disputar nas categorias individual junior mais os aparelhos arco, bola, maças e fitas.

A treinadora das três ginastas, Joseane Coelho, comenta que a expectativa é que elas se apresentem muito bem na primeira competição internacional de Luiza e Clara, com o objetivo de chegar entre as três melhores colocações, enquanto, para Keila, mais medalhas são esperadas. Além de ser a primeira competição fora do país para Luísa e Clara, será também a primeira vez competindo juntas. Joseane comenta a importância do apoio.

“Tudo se tornou possível a partir do momento que a Sudesb deu as passagens para elas, porque ficaram confiantes e lutaram ainda mais, esforçando-se nos treinamentos e na preparação. O esporte precisa disso: apoio governamental. Por isso, a sudesb tem sido um diferencial enorme na vida dos atletas baianos”, celebra.

Ascom Sudesb


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo