Noticias Bahia

Festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia tem simbologia histórica para o turismo religioso

As comemorações pelo Dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia, a padroeira da Bahia, nesta sexta-feira (8), começaram bem cedo com missas na basílica em homenagem à santa, no Comércio, em Salvador, que completou 400 anos de criação. A missa solene campal foi celebrada pelo arcebispo da capital baiana e Primaz do Brasil, dom Sérgio da Rocha, e reuniu uma multidão de baianos e turistas. A celebração contou com a participação do vice-governador Geraldo Júnior, do titular da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA), Maurício Bacelar, e de outras autoridades.

“Louvamos com alegria os quatro séculos da paróquia e renovamos o nosso compromisso em valorizar esse templo tão belo, visitado por pessoas de todo o mundo. É também o momento da certeza de contar com a proteção da mãe de Jesus, nesse período de Natal”, declarou o arcebispo.

“A Festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia tem um significado especial para o turismo religioso católico, porque a imagem da santa foi a primeira a desembarcar na Bahia, em 1549, trazida pelo governador-geral Thomé de Souza. É um vínculo muito forte, entre a religiosidade e a história do estado, que desperta o interesse dos turistas”, ressaltou o secretário Bacelar.

Após a missa, os fiéis seguiram a imagem da padroeira em procissão por ruas do Comércio. A devoção à Nossa Senhora da Conceição da Praia é a manifestação religiosa mais antiga do país, que completou 474 anos, atraindo visitantes de outras partes do Brasil.

“Sou fascinada pelas festas religiosas da Bahia. Essa é a segunda vez que venho participar das homenagens à padroeira dos baianos. A saída da procissão com a imagem da santa é algo que me toca bastante”, relatou a enfermeira Vanderli Borges, de Recife.

Fonte: Ascom/Setur-BA


Source link

Show More

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button