Noticias Sul da Bahia

Encontro no dia 1º vai discutir a situação dos imigrantes venezuelanos que estão em Itabuna

Nesta quarta-feira, dia 1º, 14 h, será realizado um encontro virtual entre representantes da Prefeitura de Itabuna e de outros municípios para falar sobre a solicitação de apoio aos imigrantes venezuelanos que estão em busca de refúgio no Brasil.

O encontro, provocado pelo Núcleo de Apoio a Migrantes e Refugiados, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), conta com o apoio da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA), vai ter participação de representantes do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), que tem uma coordenação voltada para comunidades refugiadas.

Atualmente, estão em Itabuna dois grupos da comunidade indígena Warao, que chegaram no dia 5 deste mês na Estação Rodoviária. São 18 adultos e 34 crianças que foram alojadas em um espaço público cedido pelo Governo do Estado.

“Do grupo que está na cidade, apenas um tem documento de refugiado, enquanto o outro segue em processo com o apoio da Polícia Federal”, afirmou o secretário municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, Josué Brandão Júnior.

Ele ressaltou que “o intuito da reunião virtual com os municípios é conhecer melhor a comunidade e, dentro do que prevê os direitos humanos e internacionais, dar apoio a essas pessoas que fugiram de seus países por questões econômicas e políticas”.

No dia 19 passado foi publicado pelo prefeito Augusto Castro (PSD) um Decreto que cria o Comitê Intersetorial para Migrantes ou Refugiados com a finalidade de desenvolver, implantar, executar, subsidiar, monitorar e avaliar as políticas públicas voltadas a esse público em conformidade com as políticas nacionais pertinentes.

O secretário Junior Brandão disse que o Comitê será composto por representantes de órgãos públicos municipais (titular e suplente), a serem indicados e nomeados mediante Portaria do Chefe do Poder Executivo Municipal.

Os Warao são índios da região norte da Venezuela, que habitam há séculos o delta do rio Orinoco, no estado Delta Amacuro e regiões adjacentes dos estados Bolívar e Sucre. Na língua nativa, Warao significa “povo da canoa”, pois a relação deste grupo com a água é íntima.

Legenda: A Prefeitura de Itabuna, por meio da SEMPS, deu acolhida aos imigrantes venezuelanos. Fotos: arquivo


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo