Noticias Brasil

Dois palestinos morrem após Israel bloquear hospital na Cisjordânia, diz Médico Sem Fronteiras

Dois palestinos morreram depois que veículos militares israelenses bloquearam a entrada do hospital em Jenin, na Cisjordânia ocupada, negando aos pacientes o acesso ao tratamento de seus ferimentos, segundo o Dr. Christos Christou, presidente internacional da Médicos Sem Fronteiras (MSF).

“Durante duas horas, não pudemos sair para prestar cuidados, e as pessoas não puderam chegar até nós, pois os veículos militares israelenses bloquearam a entrada do hospital e a estrada, impedindo a saída das ambulâncias”, escreveu Christou no X, anteriormente conhecido como Twitter.

Christou afirmou que estava visitando a equipe da MSF no Hospital Khalil Suleiman em Jenin, na Cisjordânia ocupada, quando o “exército israelense conduziu uma incursão no campo de refugiados de Jenin”.

“Isto deve parar agora. Os pacientes devem ter acesso a cuidados de saúde em todos os momentos”, escreveu Christou.

“Não há nada pior para um médico saber que há pessoas que precisam de nossos cuidados e que não podem ter acesso a eles”, destacou o presidente na publicação.

Nesta terça-feira (28), as Forças de Defesa de Israel (FDI) disseram à CNN que os confrontos continuavam em Jenin.

“As FDI estão conduzindo atividades antiterroristas na área”, informaram os militares, acrescentando que não forneceriam mais detalhes até que as operações fossem concluídas.


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo