Noticias Brasil

Cuiabá lidera ranking de capitais mais quentes durante onda de calor

Desde o início da onda de calor no Brasil, na quarta-feira (8), Cuiabá (MT) vive dias com temperaturas extremamente elevadas. A cidade ultrapassou a barreira dos 40°C por quatro dias consecutivos nesta semana, desde a última segunda-feira (13).

No ranking das capitais com maiores temperaturas máximas, a capital do Mato Grosso esteve em primeiro lugar em quase todos os dias, com exceção do dia 09 de novembro, quando a cidade ficou em terceiro lugar, atrás do Rio de Janeiro (RJ) e de Teresina (PI).

No dia 12 de novembro, Cuiabá foi a segunda colocada entre as capitais com as maiores máximas do país, atrás apenas do Rio.

Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e apontam também que Cuiabá superou a marca dos 40°C em pelo menos 35 dias de 2023, todos no segundo semestre do ano.

Virada no tempo

A porta-voz da Climatempo, Maria Clara Sassaki, em entrevista à CNN, alerta para uma mudança de tempo em alguns lugares do país durante o final de semana, principalmente em São Paulo, onde a temperatura começa a baixar.

Em outras localidades do Brasil, como é o caso de Cuiabá, o calor deve dar uma trégua apenas no início da próxima semana.

O alerta de tempestades e fortes ventos fica para os moradores do Paraná, na faixa leste do estado, e de São Paulo, na região do Vale do Ribeira e do litoral sul. “São as áreas com maiores riscos de tempestades. Começam nesta sexta (17) no Paraná e avançam no sábado (18) para São Paulo”, pontua Maria Clara.

A meteorologista conta que, durante a onda de calor, uma massa de ar muito quente e persistente influenciou as temperaturas em boa parte do país. “Para a frente fria conseguir romper esse bloqueio atmosférico, ela também tem que ter uma forte intensidade. Um encontro de duas massas assim, causa tempestades”, explica.

Na capital paulista, a diferença da temperatura máxima prevista para essa sexta (17) e para o domingo (19) pode ultrapassar 10°C. “Sexta a gente deve atingir 37ºC. No domingo, não vamos passar dos 25°C. Mesmo não sendo um frio de inverno, a população vai sentir essa mudança”.


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo