Noticias Brasil

Confusão no Maracanã: PM diz que divisão de torcidas foi definida depois que os ingressos já estavam vendidos

A Secretaria de Estado da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERRJ) esclarece que só foi informada do critério de divisão dos torcedores no jogo entre Brasil e Argentina em reunião na última quinta-feira (16) depois que “todos os ingressos já tinham sido vendidos” e que que não haveria setor exclusivo para a torcida argentina. O Batalhão Especializado em Policiamento em Estádios (BEPE), diz que cumpriu “rigorosamente sua missão, conforme legislação vigente”.

A polícia afirmou que a segurança das arquibancadas estava a cargo de uma empresa especializada contratada pela CBF e que “inicialmente, a venda para torcedores argentinos foi direcionada para o setor sul do estádio (local onde ocorreu o confronto entre torcedores). Contudo, o setor acabou liberado para todos os torcedores, transformado a área, que deveria ser restrita, em arquibancada mista”, diz nota da PMERRJ.

Em nota oficial após a partida, a CBF afirmou que “Os planos de ação e segurança foram aprovados sem qualquer ressalva ou recomendação pelas autoridades presentes. Participaram da primeira reunião realizada na sede da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), no dia 16 de novembro de 2023, às 11:00, representantes da Polícia Militar RJ, SEPOL, Ministério Público, Juizado do Torcedor, na esfera da segurança pública, além de outros órgãos como a Guarda Municipal, CET-RIO, Subprefeitura, Concessionária Maracanã, SEOP”.


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo