Noticias Sul da Bahia

Conferência de Cultura de Itabuna no Adonias Filho atrai atenção da classe artística

A classe artística, agentes e produtores culturais itabunenses estão mobilizados para a IV Conferência Municipal de Cultura, que vai se realizar no final de semana no Centro de Cultura Adonias Filho, com início no sábado, 18 h. Entre os meses de agosto e outubro foram realizadas três pré-conferências com estudos sobre a Lei Municipal da Cultura para que as políticas públicas fossem discutidas. As informações foram repassadas pelo presidente de Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna (CMPCI), Egnaldo França, acrescentando que o órgão que reúne agentes e produtores culturais em nove setoriais – artes cênicas, cultura popular identitária, literatura, afro, música, meio ambiente, artes visuais, audiovisual e comunicação – está preparado para o evento. O CMPCI juntamente com a Prefeitura de Itabuna e a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) são responsáveis pela IV Conferência Municipal de Cultura que tem como tema a “Democracia e Direito à Cultura”. Por isso, todas as atenções estarão voltadas para a Conferência Municipal de Cultura que, depois do credenciamento, começa no início da noite de sábado, com a aprovação do Regimento Interno, seguida de apresentações culturais de artistas itabunenses. No domingo, dia 22, a partir das 8h, mediadores apresentarão eixos temáticos que serão debatidos ao longo do dia, com trabalhos em grupos e plenária. Ao todo, são seis eixos definidos em nível nacional pelo Ministério da Cultura que em nível local terão como mediadores. No Eixo 1: Institucionalização, Marcos Legais e Sistema Municipal de Cultura, Aline Setenta (UESC) e Eixo 2: Democratização do Acesso à Cultura e Participação Social, Samuel Matos (UESC), Eixo 3: Identidade Patrimônio e Memória, Janete Macêdo (UESC), Eixo 4: Diversidade Cultural e Transversalidade de Gênero, Raça e Acessibilidade na Política Cultural, Lula Dantas – Associação do Culto Afro Itabunense (ACAI). No Eixo 5: Economia Criativa, Trabalho, Renda e Sustentabilidade, mediadora Lene Bispo, líder do Comitê de Empreendedorismo do Grupo Mulheres do Brasil, e Eixo 6: Direito às Artes e às Linguagens Digitais, mediador Celso Francisco Gayoso (UFSB). A diretora de Planejamento e Projetos da FICC e presidente da Conferência de Cultura, Bruna Setenta, disse que nos debates com a sociedade estarão em evidência políticas públicas para a cultura. “Será uma oportunidade para a elaboração de uma política sociocultural que fortaleça a democracia participativa”, disse.
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo