Noticias Sul da Bahia

Centro de Controle de Zoonoses chama a atenção para a Esporotricose, doença que atinge felinos

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria Municipal de Saúde chama a atenção para a Esporotricose Humana, uma doença que acomete os felinos, mas que também pode afetar outros animais, a exemplo dos cachorros, além dos humanos.

A diretora do CCZ, a médica veterinária Stefany Rodrigues explica que a esporotricose é uma doença zoonótica que se apresenta por meio de uma micose subcutânea causada pelo fungo Sporothrix.

“O fungo pode estar presente no solo, palhas, vegetais, espinhos e madeira (árvores). Desta forma, o modo transmissão clássico é por meio de algum trauma na pele, um machucado com madeira ou um ferimento causado por espinho, arranhadura ou mordedura de algum animal doente. Todas essas situações tornam-se porta de entrada para o fungo na pele”, explica Stfefany Rodrigues.

Ela lembra que os casos suspeitos em animais devem ser informados ao Centro de Zoonoses que, temporariamente, está funcionando na Avenida Nações Unidas (antiga Base do SAMU-192), centro de Itabuna, para que seja realizado exame de diagnóstico. “A doença tem tratamento e cura. O protocolo para o tratamento é de 60 dias, mas o tempo depende muito do sistema imunológico do animal”, completa a diretora do CCZ.

Atualmente, Itabuna teve 11 notificações em animais, todos felinos, sendo que destes, nove positivos e dois negativos. “Os casos positivos, alguns estão sendo tratados nas instalações do CCZ enquanto os demais animais estão sendo cuidados por seus tutores nos domicílios que recebem todas as informações sobre os cuidados durante a manipulação do animal”, explicou.

 


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo