Noticias Brasil

Ana Maria Braga relembra saída da Record: “Porta da rua é serventia da casa“

[ad_1]

A apresentadora Ana Maria Braga, de 75 anos, compartilhou detalhes sobre sua demissão da Record TV, emissora onde trabalhou entre 1993 a 1999.

A paulista estava no comando do bem-sucedido programa Note e Anote na emissora, quando um desentendimento acerca de uma cobrança culminou em sua demissão.

Em entrevista ao podcast PodPah, a estrela detalhou o ocorrido. “O bispo me mandou embora. Mas eu fui muito feliz na Record. Eles me pagavam bonitinho, cumpriram todas as coisas, como eu cumpria com eles, mas aí chegou uma hora que tinha lá uma pendenga e eu resolvi cobrar, fui falar com o responsável, acho que não era um bom dia da pessoa, eu também não estava em um bom dia, mas se é justo é justo”, afirmou a comunicadora, hoje à frente do Mais Você, da TV Globo.

“Falei: ‘Olha, estamos com esse negócio e estou precisando’. Aí ele falou: ‘Não vai dar e, se não estiver satisfeita, a porta da rua é serventia da casa’. Aí eu levantei e disse: ‘É o seguinte: a gente tem programa segunda-feira, eu vou embora e não volto mais, mas se o senhor quiser, eu fico a semana que vem para o senhor encontrar uma pessoa para colocar no meu lugar’. Aí ele falou: ‘Não precisa’.”

Na ocasião, Ana Maria Braga decidiu entrar com medidas judiciais por demissão sem justa causa, vencendo o processo dez anos depois.

“Eu saí e fui no advogado, montei uma causa contra a Record que ganhei 10 anos depois, porque juridicamente não tinha justificativa [para a demissão].”

Flávia Alessandra anuncia saída da TV Globo após 34 anos

[ad_2]
Source link

Show More

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button