Noticias Brasil

A icônica sola vermelha de Louboutin completa 30 anos

Quando se trata de calçados, existem poucas coisas mais icônicas ou mais atrativas do que a sola vermelha de Christian Louboutin.

Nos 30 anos desde a sua criação, a marca talvez tenha feito mais do que qualquer outra para transformar uma peça de calçado em um objeto de arte — o design dos seus saltos foi feito para acentuar a curvatura do pé, com o brilho da sola vermelha quase dando uma piscadela maliciosa enquanto a pessoa se afasta.

Usados pelas dançarinas do cabaré Crazy Horse em Paris e nas passarelas das casas de moda mais sofisticadas, Pamela Anderson, Lady Gaga e Blake Lively estão entre as muitas celebridades fãs de Louboutin.

“Meu guarda-roupa está repleto de Louboutins — o clássico estilete Pigalle preto em couro envernizado ou preto fosco é meu sapato preferido”, disse a supermodelo Kate Moss à Vogue britânica em 2014. “Tenho tantos pares que Christian desenhou um sapato com bico mais fino e o salto fino como uma unha, que ele chamou de ‘So Kate’”.

A supermodelo Kate Moss usando os Louboutins inspirados nela: “So Kate”. / Divulgação/ Louboutin

“Loubis” também apareceu em inúmeras séries de televisão e filmes — Carrie Bradshaw ficou famosa por usar um sapato de cada cor da marca enquanto estava de férias em Los Angeles durante um episódio de “Sex and the City”, enquanto um par personalizado foi projetado para Miss Piggy no filme de 2011, “Os Muppets”.

Taylor Swift usou uma versão dos sapatos incrustada de cristais na “The Eras Tour” e Beyoncé usou o sapato com sola vermelha em sua apresentação no Coachella.

A marca até recebeu uma mensagem de Cardi B em seu single “Bodak Yellow”, que ficou no topo das paradas.

“Eu chamo o Sr. Louboutin de o maior showman do calçado”, disse Shannon Adducci, diretor de estilo da Footwear News, à CNN Style. “Para os fãs, a sola vermelha equivale ao auge do glamour.”

Enxergando em vermelho

A história da origem das solas vermelhas faz parte do folclore da moda: em 1993, dois anos depois de lançar seu negócio independente, Louboutin desenhou uma coleção de sapatos inspirada na litografia “Flores” de Andy Warhol.

O protótipo voltou com um motivo floral em um salto rosa, mas o design não “estourou” como Louboutin esperava. Depois de ver sua assistente pintando as unhas, o designer teve um momento “aha” e pegou o esmalte vermelho para pintar a sola.

Christian Louboutin pintou a sola do primeiro sapato usando esmalte vermelho. / Divulgação/ Christian Louboutin

“A cor vermelha é uma representação do amor, da paixão e da vida”, disse Louboutin à CNN Style por e-mail. “É forte, perceptível, poderosa e conhecida por atrair boa sorte.”

A estética Louboutin é ao mesmo tempo decadente e ousada – parte Maria Antonieta e parte femme fatale. Feitos à mão na Itália, os calçados da marca são criados não só em couro, mas com cristais, penas e até veludo cravejados com strass prateados.

Mas eles não são para os fracos de coração. Embora sejam altamente artesanais, eles também têm preços elevados, custando cerca de US$ 350 (cerca de R$ 1.700) por um par de chinelos de borracha Louboutin, até quase US$ 4.000 (cerca de R$ 19.000) por botas de couro metálico na altura da coxa.

Todos vêm com a sola vermelha.

Eles também são vertiginosos, com sapatos com saltos de 12 cm em um estilo muito admirado, mas notoriamente difícil de andar, do “So Kate”.

Nas plataformas, os saltos chegam ainda mais alto – o “Maria Frou Alta” mede 16 cm.

Louboutins cravejados de brilhantes sendo confeccionados. / Divulgação/ Louboutin

“Um bom sapato é aquele que faz você se sentir bem, ter uma boa aparência, se sentir confiante, engajado e forte”, disse Louboutin à CNN. “Um bom sapato é aquele que te traz alegria quando você pensa nele e quando o calça. Eles transformam sua linguagem corporal e atitude. Eles elevam você física e emocionalmente. Assim como o sapatinho de cristal (da Cinderela) faz as pessoas sonharem, tento fazer com que meus sapatos criem o mesmo efeito, para permitir que você seja o personagem que sonha ser.”

Só não espere que eles sejam sempre confortáveis.

Numa entrevista à Vogue britânica em 2012, Louboutin disse: “As pessoas dizem que eu sou o rei dos sapatos dolorosos. Não quero criar sapatos dolorosos, mas não é minha função criar algo confortável. Tento deixar o salto alto o mais confortável possível, mas minha prioridade é design, beleza e sensualidade.”

Estilo com poder de permanência

No entanto, Louboutin provou que joga um jogo forte e está aqui para o longo prazo, mesmo resistindo à era global de roupas confortáveis e chinelos que foi a pandemia.

No início deste ano, um porta-voz da marca disse à CNN que: “A popularidade dos saltos permaneceu robusta durante e após o período de lockdown”, embora reconhecesse que “a pandemia despertou o apetite por uma grande variedade de estilos de salto alto, refletindo a mudança no estilo de vida e tendências (incluindo) plataformas, saltos baixos e saltos em bloco.”

Nos últimos anos, a marca aumentou a sua oferta de sapatilhas e tênis – com um toque Louboutin. Os tênis variam de elegantes tênis brancos com detalhes e sola vermelhos até solas grossas de couro com detalhes em tachas.

Mas as sapatilhas não têm sido a única diversificação de uma marca conhecida pelos seus saltos. Além de bolsas, calçados infantis e acessórios para animais de estimação, a casa agora conta com uma divisão de beleza com esmaltes, batons e fragrâncias, todos fazendo referência tanto à sola vermelha quanto à silhueta do salto fino e característico de Louboutin.

Com preços a partir de US$ 60 (R$ 290) por batom, ainda é um preço de luxo, mas traz um pedaço da magia Louboutin um pouco mais ao alcance.

Em 2011, calçados masculinos também entraram em cena, trazendo os sapatos de sola vermelha para um grupo demográfico totalmente novo (mas ainda financeiramente abastado).

Desde mocassins de pele de bezerro com detalhes de borla ou bordado trompe l’oeil, até mocassins de estilo veneziano cobertos de xadrez ou spikes, os designs fizeram tanto sucesso que, em 2012, Christian Louboutin abriu sua primeira loja masculina em Paris.

A coleção agora inclui botas com estampa de leopardo e salto bloco de 7 cm, tênis com sola adornada com spikes e sapatos envernizados com saltos de strass.

Tênis com a clássica sola vermelha da marca Louboutin. / Divulgação/ Louboutin

“Ele trouxe glamour aos calçados masculinos e fez questão de fazer uma declaração e se exibir um pouco”, disse Adducci.

Sejam eles masculinos ou femininos, são as solas que mais obviamente diferenciam os Louboutins do resto. Então, quando os sapatos começam a perder seu tom distinto de vermelho embaixo — o que acontece com o desgaste da sola — a marca pode intervir.

Louboutin tem sapateiros aprovados pela empresa com permissão para restaurar a antiga glória dos sapatos usando o tom característico da casa, bem guardado e muito protegido — Pantone 18, também conhecido como “Vermelho Chinês”.

Talvez naturalmente com algo de tanto sucesso, na verdade, a marca tem lutado muito para se proteger de outras empresas que tentam se beneficiar de um toque de sua magia vermelha.

As solas se tornaram parte tão essencial do DNA da marca que, em 2008, a grife solicitou — e conseguiu — uma marca registrada do Escritório de Marcas e Patentes dos EUA para suas solas vermelhas.

Desde esta marca registrada, Louboutin se envolveu em vários processos judiciais complexos de violação de marca em todo o mundo, contra empresas tão diversas como a varejista de rua Zara e a marca holandesa de calçados acessíveis Van Haren até a luxuosa casa de moda francesa YSL – com resultados mistos.

Uma coisa é certa: os fãs de Louboutin são leais à marca – até mesmo, aparentemente, os famosos.

“Certa vez, recusei uma campanha publicitária bem paga para uma grande marca de calçados de luxo porque tenho muita lealdade a (Christian), tanto como designer quanto como amigo”, disse a rainha burlesca Dita Von Teese ao The Hollywood Reporter em 2015. “Acho que Christian é o melhor designer de calçados do mundo.”


Source link

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo